Uma vida em seis malas

Eu e minha mulher nunca fomos pessoas “tranqueirentas”, que guardam tudo quanto é coisa mesmo sem ter utilidade para isso. Talvez por ambos sermos extremamente muquiranas é que acabamos sendo bem minimalistas em nossas atitudes. Daí surge minha dúvida: se somos assim, COMO DIABOS TEM TANTA COISA PRA COLOCAR NESSAS MALAS!?

Com a viagem chegando perto (tipo, depois de amanhã), não tinha mais como fugir da organização das malas. Com a limitação imposta pela TAM de transportarmos apenas 2 malas de 32kg por passageiro, isso nos deixa bem limitados. Pra dizer a verdade, quando ouvi dizer que esse era o limite para transporte, até que achei bastante. Pensei comigo: “nossa, são 6 sacos de gohan (vulgo “arroz” em japonês, ok?). Isso é coisa prá dedéu.” Aham, ledo engano, caro padawan. Principalmente vindo de um nerd e viciado em quadrinhos como eu.

Depois de mais de 15 anos colecionando revistas em quadrinhos, mesmo após balanços e mais balanços buscando deixar apenas o melhor do melhor (tipo sagas completas e tal), ainda sobrou coisa suficiente pra deixar com inveja bastante bibliotecário. São mais de 800 exemplares que variam desde “Guerras Secretas” encadernado e pronto, até todos os contos de Sandman em encadernados especiais. Mas não tem jeito. Se eu resolvesse levar tudo na viagem agora ia deixar um rim e as duas córneas pra pagar o excesso de bagagem, isso SE me deixassem levar tudo. Resultado: tive que encaixotar tudo. Vão ficar todas no “limbo” até que tenhamos nosso canto organizado e eu possa enviar tudo num contêiner qualquer.

Enfim, tirando os gibis ainda temos mais coisas pra levar do que eu imaginava, isso sem contar eletro-domésticos e móveis (que mesmo se tivesse condição de levar eu não levaria). Bom, como em tudo no casamento, foi um pede-concede de vários meses, mas finalmente chegamos a um consenso sobre o que levaríamos. Bastava apenas o bobão aqui colocar as coisas dentro das malas…

Fazendo uso de anos de condicionamento Zen e treinamento em Yoga, consegui. Coloquei o equivalente a:

  • 1 guarda-roupas de mulher
  • 1 guarda-roupas de homem
  • 1 guarda-roupas de criança
  • brinquedos de uma criança de 5 anos (incluindo bichos de pelúcia)
  • documentos e fotos
  • sapatos, tênis, sandálias, chinelos
  • Edredons (SIM!, EDREDONS!), toalhas, panos-de-chão (É! ISSO MESMO!)

, tudo isso dentro de 6 pobres e sofridas malas que, se chegarem do destino delas, nunca mais vão servir para nada mais que não seja enfeite. As coitadas estão tão cheias, mas tão cheias, que tive que passar umas fitas de segurança ao redor delas para que não corram o risco de explodir enquanto forem manipuladas pelos “cuidadodos e delicados” aeroportuários que transportam sua bagagem. No momento estou morto de cansaço e não vou me mexer pra isso, mas outra hora eu tiro uma foto com o resultado final das malas, incluindo detalhes sobre como e SE chegaram inteiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *