Trabalho, salário e impostos

Quando as pessoas pensam em sair do Brasil e ir para o exterior pensam logo em melhorar a vida, fugir de problemas como trânsito, poluição, violência, corrupção, etc. Várias pessoas com quem converso falam que também não se importariam em trabalhar ganhando menos desde que consigam viver melhor, ou ainda, que consigam viver. Eu acho isso algo bem pessoal, é de cada um e não tem uma definição pra certo ou errado.

Mas, tem duas coisas que você nunca vai escapar dessa vida: pagar impostos e morrer. No caso do último, dizem que ainda é um descanso, mas os impostos… Enfim, meu primeiro professor de francês me falava que o El Dorado não existe, você é quem tem que construí-lo. É a mais pura verdade. Por quê eu digo isso? Porque têm pessoas que vêm pro Canadá e reclamam dos impostos que têm que pagar, que são muito altos, et al. Essas pessoas esquecem da carga tributária que eram submetidos quando ainda moravam no Brasil e em como sofriam com a impossibilidade de comprar um produto por conta do alto valor referente a taxas de importação, impostos sobre produção, transporte, venda, que são acumulados por toda a cadeia produtiva. No Brasil raramente as pessoas sabem quais impostos estão pagando quando compram algo ou contratam um serviço e mesmo que isso viesse discriminado não é da natureza do brasileiro reclamar por algo que realmente valha a pena, tais como seu dinheiro ou sua saúde, mas experimente tirar a novela das 8 do ar pra ver o que acontece…

Um brasileiro inteligente mostrando como respeita as pessoas e a lei

Um brasileiro inteligente mostrando como respeita as pessoas e a lei

Impostos no Canadá

Aqui se paga impostos? Claro que sim! Até onde eu lembro, só em ditaduras você é isento de pagar impostos (você paga tudo com seu sangue e seu couro). Por aqui temos basicamente duas taxas:

  • GST: Goods and Services Tax, ou Taxa Sobre Bens e Serviços. Em Québec, ela é conhecida como TPS (Taxe sur les Produits et Services).
  • PST: Provincial Sales Tax, ou Taxa Provincial sobre Vendas. Em Québec ela é chamada de TVQ (Taxe de Vente du Québec, ou Taxa de Vendas do Québec).

Aqui existe a incidência de impostos únicos sobre bens e serviços. Como funciona ? Sempre que você vê o anúncio de um produto em uma loja ou de um determinado serviço, lembre-se que esse valor não é o final a ser pago. Em cima dele você tem que colocar o valor dos impostos, que varia de província pra província e, com exceção de quem vive em Alberta (como maneira de incentivar a ida para lá, o governo provincial não cobra a PST), todo mundo paga esses dois impostos pra tudo. Como sempre, impostos e finanças são assuntos longos e pode-se falar por muito tempo sobre isso. O Governo Canadense e os Governos das Províncias fornecem uma longa documentação sobre isso. Se você tiver interesse em se aprofundar no assunto, eu recomendo acessar e ler estes dois sites:

  • http://www.cra-arc.gc.ca/ : Canada Revenue Agency. Aqui você pode ler TUDO sobre a agência que regula a parte de finanças do país. É como se fosse a Receita Federal. Eu adoro o assunto e devo confessar que ainda não consegui ler e entender 1/3 do site inteiro.
  • http://www.taxtips.ca/ : Canadian Tax and Financial Information. Um site muito bacana que explica como controlar suas taxas, como programar sua aposentadoria e outros tipos de atitudes que envolvem o recolhimento de impostos.

Se você não quer ir muito a fundo no assunto mas quer saber quanto finalmente se paga nesses impostos,  no dia-a-dia, vale a pena dar uma olhada na calculadora aqui abaixo. Ela permite simular esses gastos pra diferentes províncias.

Lembrete: requer que você tenha Java instalado. (Se você tiver problemas para usá-la, veja mais instruções no site da calculadora).

Uma ótima calculadora usada para calcular os impostos pagos no Canadá

Uma ótima calculadora usada para calcular os impostos pagos no Canadá

Existe um artigo na Wikipedia bem completo falando sobre como funciona essa questão de taxação aqui no Canadá. Ele mostra de maneira bem genérica quanto é cobrado de impostos em cada província referente a bens e serviços.

Trabalho e Impostos

Bom, o GST e o PST são apenas os impostos do dia-a-dia, mas infelizmente não são os únicos. Quando você começa a trabalhar descobre que a brincadeira fica ainda mais divertida. Começa uma sopa de letrinhas que toda vez que aparecem no contra-cheque só fazem diminuir seu salário e você começa a chorar e xingar o governo sem parar…

Falando sério agora, existem algumas deduções recolhidas na folha de pagamento. De modo geral são quatro deduções:

  • Impostos Federais: Não tem como fugir deles. É como a mãe quando te manda tomar banho. Os descontos são baseados na sua renda. Este ano os impostos podem variar de 15% a 29% dependendo da sua renda anual.
  • CPP: Canadian Pension Plan, seu plano de aposentadoria Federal.
  • EI: Employment Insurance, o equivalente ao FGTS pago no Brasil. É o EI que garante o pagamento de uma assistência quando você fica desempregado ou quando seu filho nasce, você fica doente, etc.

Mas, não esqueça que aqui existem Governos provinciais também. Cada província tem a liberdade de cobrar impostos além dos federais. Nunca parei pra me informar sobre as cobranças no resto do país, mas em Québec existe basicamente a cobrança adicional destes dois:

  • Québec Income Tax: O imposto de renda provincial, recolhido sempre que você recebe qualquer tipo de pagamento que você receba enquanto residir no Québec.
  • QPP: Québec Pension Plan, o equivalente ao CPP da província. É recolhido compulsoriamente.
  • QPIP: Québec Parental Insurance Plan. Começou a ser cobrado em janeiro de 2006, é cobrado adicionalmente ao QPP como forma de receita adicional quando você tem um filho. No Québec as mães tem licença maternidade de 12 meses. Dá pra enteder porque se paga este aqui.

A empresa tem o direito de cobrar outras taxas com base nos benefícios que lhe forem concedidos, tais como plano odontológico, plano de vantagens, transporte, et al., mas isso varia de empresa pra empresa. É importante descobrir isso no momento que você for contratado para não passar por uma surpresa quando chegar o seu pagamento.

A freqüência do recolhimento desses impostos também varia. Alguns são recolhidos uma vez por mês, outros a cada pagamento que lhe for feito (seja ele semanal, quinzenal, mensal, etc.), como são os caso dos impostos federais e provinciais.

Chega, japonês! Tu conseguites! Não vou mais ler esse negócio!

Chega, japonês! Não vou mais ler esse negócio!

Sua grande dúvida nessa hora deve ser “Como eu vou saber quanto vai me sobrar de dinheiro com esses impostos?”. Você não precisa entender de tudo isso pra poder calcular. Felizmente gente de bom coração deixou disponíveis calculadoras que nos ajudam nessa fantástica (e insana) tarefa. Mas, antes que você resolva clicar aí embaixo, vale o lembrete. Os formulários são bem extensos e requerem um certo tempo pra uso, bem diferente da calculadora de salários que eu utilizava quando trabalhava no Brasil e que me ajudava a negociar salário como consultor ou como funcionário. Por isso mesmo, dedique alguns minutos antes de sair brincando com isto.

  • Canadian Tax Calculator: Permite calcular quanto você deve ter de descontos anualmente. Serve para todas as província do país, com exceção de Québec. Para isso use a…
  • Québec Tax Calculator: Sim, no Québec tudo é diferente, até a cobrança e desconto dos impostos. Por isso, tem que ter uma calculadora específica para quando você presta serviços por aqui.

E quanto eu posso ganhar?

Eu acho que já escrevi um artigo sobre isso no passado, mas não consigo encontrar. De qualquer forma recentemente encontrei alguns sites interessantes sobre isso enquanto ajudava um amigo que está vindo para o Canadá. Os sites permitem ter uma idéia da média de salário pago a uma pessoa de uma determinada profissão

  • Canada Salary Calculator: O site é feito para pessoas que buscam o visto para morar aqui, mas eu nunca sequer li. Por outro lado, os resultados trazidos pela calculadora são razoáveis e é de fácil uso.
  • Payscale: O site é dedicado a agregar informações sobre salários e profissões por todo o mundo. Pelo menos as informações do Canadá na área de TI são bem próximas da realidade.
  • Salary Expert: O site é muito legal, permite pesquisar por médias salariais além da análise do custo de vida na região que você escolher. É todo cheio de links e propagandas, mas depois que você começa a ignorá-las dá pra usar bem. Só tem uma coisa que eu não gostei nele, a média de salário pro meu cargo está abaixo da média. Isso significa que vou ter que conversar com meu chefe em breve…

Pra terminar

Àqueles que acham que aqui se paga muito imposto, pense novamente em como era sua vida no Brasil, quanto tinha medo de sair a noite, como se sentia ao ver a condição das estações de metrô, dos pontos e dos terminais de ônibus, de como se sentia roubado quando via o valor da conta de luz, de água, de gás, dos financiamentos de carro, casa, os planos de saúde, etc.

Compare com o que você vê por aqui e tente achar onde está o dinheiro que você paga em impostos. Pesquise nos sites do governo, escreva para as agências. Acredite, elas respondem! E, se mesmo depois de tudo isso você estiver infeliz com os impostos que está pagando ou o que está vendo, você sempre pode voltar pro Brasil. Ninguém está te prendendo aqui.

7 thoughts on “Trabalho, salário e impostos

  1. Daniel says:

    Olá,

    Obrigado pelos links. Acho que vai ser muito úteis.

    Estou pensando morar no Canadá. Soube que existe o acordo Brasil-Canada para evitar bi tributação. Ou seja o que eu pago aqui não pago lá… De acordo com as Leis Canadenses eu preciso pagar sobre toda renda que eu tenho incluindo fora do país. Se eu ainda tenho renda no Brasil eu teria que pagar somente a diferença.

    Você sabe alguma coisa sobre isto? Como funciona na prática?

    Abcs,

    Daniel

  2. Olá Daniel. Tenho más notícias sobre esse acordo de tributação pra você e a saída definitiva do país.

    Quando declaramos a saída definitiva do Brasil se temos agum tipo de rendimento lá somos taxados em 25%. Pode acontecer o seguinte: caso você tenha preenchido a saída definitiva do Brasil você será taxado automáticamente em 25% nos seus rendimentos que ainda mantiver no Brasil. Não importa a faixa de desconto que você se encontra.

    Assim meu conselho para quem tem investimentos ou rendimentos por lá mantenha seu domicilio fiscal. Não se esqueça que o Canada tem acordo de transferência de taxas. Assim se você manter seu domicilio fiscal lá deverá declarar todos os rendimentos recebidos aqui também. Mas todo imposto pago aqui pode ser descontado no seu rendimento lá tambem. Como o daqui é maior é bem provável que não tenha que pagar nada por lá. Mas não esqueça de verificar. Converse com um contador que ele saberá te explicar bem melhor que eu a respeito disso.

  3. alalrodrigues says:

    Muito bacana o artigo. O texto e os links deixam o tema bem claro, diferentemente da carga tributária brasileira, onde pagamos inúmeras taxas embutidas em qualquer produto e nem sabemos os nomes destas taxas… Apesar da complexidade do assunto o texto ficou muito instrutivo para nós, futuros imigrantes. Valeu.

  4. neto says:

    Otimo artigo Boa noite, Pois bem estou preparando uma planilha com os impostos daqui do brasil para fazer uma comparação com os impostos do quebec, todos os impostos do Brasil nós já sabemos, verifiquei que no site do governo quebequense existe uma tabela com os impostos cobrados ao trabalhador:
    No quebéc o valor é de 16% para quem ganha até $39,060, 20% de $39,060 a $78,120 e acima de $78,120 24%, no brasil sabemos que dependendo do valor recebido temos 8%, 9% e 11% fora o imposto de renda que sabemos que é cálculado em cima do valor do salario bruto – INSS, deste valor temos a base que será deduzido uma %, tbm de acordo com o ganho mensal para depois ser deduzido de acordo com a tabela do governo e depois em fim retirado o imposto de renda (IR);
    Chegando onde eu queria vamos a pergunta: como funciona o imposto de renda no quebec e quais são seus valores %?
    Além do imposto cobrado de 16 a 24% de acordo com o salario anual, ainda temos o IR ou este imposto é cobrado de uma só vez dentro dos 16 a 24%?

    Complementanto….

    Verifiquei que no quebec não existe um imposto e sim dois impostos o federal e o provincial, supondo que uma pessoa ganhe 40.000 anuais entao os impostos incidentes serão 12,5% federal e 20,0% provincial dando um total de 32,5%, é assim que funciona??? ou de outra forma ?

    Se puder me responder desde já te agradeço !

    Neto

  5. Oi Neto,

    Em resumo, a maioria das província tem a taxa única sobre vendas e serviços, que na verdade são dois, o federal e o provincial (cada um morde sua fatia do seu bolso). Eu falei “na maioria das províncias” porque Alberta (e eu acredito que Saskatchewan também) eximem o consumidor do pagamento da taxa provincial como uma forma de estimular a economia local. Os percentuais dessas taxas não são os mesmos na retenção de impostos sobre renda. No caso, o cálculo do IRRF pode variar de empresa pra empresa, dependendo das vantagens que você tem direito ou em quanto você especificou que gostaria de ter retido em fonte. Só pondo um adendo, na hora da sua contratação, a empresa solicita que você preencha um formulário informando quanto deseja reter de imposto, tendo um valor mínimo, mas você tem a opção de reter mais (por razões pessoais suas).

    Em geral, o cálculo segue uma regra única que eu não vou perder tempo tentando te explicar porque é capaz d’eu complicar ainda mais. Ao invés disso, te recomendo dar uma olhada neste site: http://www.taxtips.ca/calculators.htm O site tem informações MUITO interessantes a respeito de impostos, não apenas ao retido na fonte mas também pra quê serve e como fazer um REER ou qualquer outro tipo de investimento a médio/longo prazo.

    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *