Tolerância Zero

Já teve aqueles dias em que qualquer coisa podia te fazer explodir? Ou ainda, é daqueles que não suporta ouvir perguntas estúpidas e quer dar a resposta à altura? Pois bem, aqui vão algumas dessas boas sugestões.

Aliás, quem me mandou essas foram a minha mãe. Se alguém mais tiver alguma, pode mandar que vou complementando a medida que forem mandando. Basta acessar o link Contato do site e enviar sua sugestão incluido o assunto [Tolerancia Zero].

Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam:
– Você tá dormindo?
– Não, tô treinando pra morrer!

Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
– Tá com defeito?
– Não, é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.

Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam:
– Vai sair nessa chuva?
– Não, vou sair na próxima.

Quando você acaba de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta:
– Acordou?
– Não. Sou sonâmbulo!

Seu amigo liga para sua casa e pergunta:
– Onde você está?
– No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!

Você acaba de tomar banho e alguém pergunta:
– Você tomou banho?
– Não, mergulhei no vaso sanitário!

Você tá na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta:
– Vai subir?
– Não, não, tô esperando meu apartamento descer pra me pegar.

O homem chega à casa da namorada com um enorme buque de flores.Até que ela diz:
– Flores?
– Não! São cenouras.

Você está no banheiro quando alguém bate na porta e pergunta:
– Tem gente?
– Não! É a merda que está falando!

Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar:
– Em dinheiro??
– Não, me dá tudo em clips!

Você chega a um posto e pára em frente de uma bomba somente de gasolina e o frentista pergunta:
– Gasolina?
– Não, enche com tinta de caneta!

Sujeito entrando em uma agropecuária.
– Tem veneno pra rato?
– Tem!, Vai levar? – Pergunta o balconista.
– Não, vou trazer os ratos pra comer aqui!

Casal abraçadinho, entrando no barzinho romântico.
A pergunta: Mesa para dois
– Não, mesa para quatro, duas são pra colocar os pés.

O sujeito apanhando o talão de cheques e uma caneta.
A pergunta: Vai pagar com cheque?
– Não, vou fazer um poema pra você nesta folhinha

Sujeito na praia, fumando um cigarro.
A pergunta: Ora, ora! Mas você fuma?
– Não eu gosto de bronzear os pulmões também.

Sujeito voltando do píer com um balde cheio de peixes.
A pergunta: Você pescou todos?
– Não, alguns são peixes suicidas e se atiraram no meu balde.

Homem com vara de pescar na mão, linha na água, sentado.
A pergunta: Aqui dá peixe?
– Não, dá tatú, quatí, camundongo…. Peixe costuma dar lá no mato…

Edifício pegando fogo, funcionários saindo correndo.
A pergunta: É incêndio?
– Não, é uma pegadinha do Silvio Santos!

Sujeito no caixa do cinema.
A pergunta: Quer uma entrada?
– Não, é que eu vi essa fila imensa e queria saber onde ia chegar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *