The Guess Who

Resolvi re-assumir uma coleção de posts que havia começado há meses atrás falando de canadenses famosos que a gente nunca havia tido noção que eram canadenses. Agora ficou ainda mais interessante porque sei realmente de mais de perto =)

Então, vou falar de uma banda dos anos 60, extremamente psicodélica e marcante na vida de muita gente, mas com certeza você não deve nem ter tido idéia do nome deles porque provavelmente deve ter ouvido apenas um trecho de alguma música deles ou uma re-gravação. To falando da banda The Guess Who, nativa de Winnipeg, Mãonotóba Manitoba. A banda nasceu em 1960, quando ainda nem sequer pensavam em me fabricar, com o guitarrista Chad Allan, provavelmente nos intervalos quando enxergava sasquatches depois de ter curtido o maior ácido misturado com estrume de alce.

Ao contrário do que possa parecer, a banda dele também sofreu na escolha de um bom (?) nome. Depois de passarem por nomes super-criativos como Chad Allan and the Reflections e Chad Allan and The Expressions, o acabaram optando pelo nome que mantêm até hoje. Sinceramente, isso só funcionou porque eles falam inglês e não estávam no Brasil. Que tipo de som será que uma banda chamada “Adivinha quem é ?” ia produzir ? No mínimo pagode… Apesar de que a gente teve nomes muito originais como Secos e Molhados, Aborto Elétrico, João Penca e seus miquinhos amestrados.

Abrindo um breve parêntese, o nome da banda do João Penca está escrita corretamente. Eu sempre achei que era "adestrados" mas não é não. Se você acha que é zoação então leia esta matéria.

Voltando à pauta, o senhor Allan Kowbell (nome de batismo do cara) e seus amigos fizeram história com certeza. Foram a primeira banda canadense a fazer sucesso no país do senhor Obama, chegando a ficar no primeiro lugar das paradas de sucesso com o clássico American Woman durante o ano de 1970. É isso mesmo, a mesma música que você só deve ter ouvido na voz do senhor Leonnard Albert “Lenny” Kravitz. De cabeça mesmo só lembro da versão original sendo tocada (!) no filme “Austin Powers – The Spy Who Shagged Me”, tema da agente da CIA Felicity Shagwell.

Num total de 38 discos, sendo 8 deles ao vivo e 3 raridades achadas no fundo do baú, a banda ainda está na ativa com mais de 30 anos de carreira, agora faturando massivamente em tours principalmente nos Estados Unidos, onde eles de fato fazem mais sucesso (imaginar que tem gente que pode preferir a magricela que canta a música do Titanic. jisuis…). De acordo com a Wikipedia eles já tiveram mais de 35 formações sendo que o senhor Chad Allan só participou das primeiras 3. Depois disso eles se reuniram oficialmente

Pelo que conferi esta semana conversando com o pessoal no trabalho, muita gente por aqui conhece mesmo os caras. Eles são uma uma espécie de Mutantes por aqui, onde a maior parte da moçada que conhece e que curte o som deles está na faixa do 3.0 e muito mais ainda na faixa do 4.0 e o 5.0. Geralmente quem lembra deles usou as músicas deles de fundo musical pra fazer muito pai de família perder as noites de sono imaginando onde estaria a filha. Ainda hoje a banda está na ativa, apesar de ter mudado de formação mais vezes do que se troca de parceiro numa noite de balada hoje em dia.

Bom, vou deixar vários clips de músicas muito bacanas deles. Uma delas é “Share the Land”, apresentada no programa do Johnny Cash em 1970 ao vivo numa qualidade show de bola. Tem também American Woman na versão original gravada por eles, entre outras. Mas fica em destaque a música These Eyes, uma grandissíssima mela-cueca na melhor definição no termo mas que eu não páro de rir quando lembro do Evan cantando em Superbad quando entra por engano num quatro cheio de malandros mal encarados cheirando algumas.

3 thoughts on “The Guess Who

  1. Descobry The Guess Who numa já falecida rádio de classic rock do winamp, gostei muito. Mas nem sabia que eram canadenses :-/ E antes de conhecê-los achava que American Woman era do Lenny Kravitz. Aff.

  2. Solaris says:

    Prá quem tá vivo hoje e tem lá pelos 60, essa banda marcou muito mesmo! Tenho um CD de sucessos com a formação mais produtiva e com os sucessos todos. American Woman, Undun, This Eyes, etc.
    Os caras quente da band foram mesmo o Burton Cummings e o Randy Bachman que compunham os maiores hits na voz rascante do Cummings. Mais tarde se juntaram e montaram o BTO – Bachman Turner Overdrive. Sensacional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *