Temporada de Solteiro: Dia 4

Mas, nem só de desespero e ansiedade vive um programador. Meu amigo André me trouxe um belo presente de Montréal (de Chinatown, pra ser mais exato): ganhei uma faca de cozinha! No princípio eu a achei meio leve demais e quando tentei passar o dedo pra ver o quão afiada ela era fui advertido na última hora pra não fazer isso porque ela era realmente muito afiada. De fato, como pude constatar à noite quando fazia meu jantar, ela ERA mesmo muito afiada. Quase decepei meu dedo médio cortando uma cebola. Foi o melhor presente do ano, sem dúvida, especialmente depois da minha mega decepção ao ter comprado uma faca da Kitchen Aid achando que ia ser a salvação dos meus problemas e semanas depois ela simplesmente TRINCA e enferruja! Lastimável…

Enfim, voltando par casa, eu e o cão resolvemos dar uma volta mas acabamos adiando o plano pois, antes de viajar, minha querida esposa havia chamado uma empresa que cuida de jardins pra ver o que poderíamos fazer com nosso gramado que mais e mais se enche de mato e malditos dentes-de-leão. No fim acabei descobrindo coisas muito interessantes sobre como cuidar da grama. Basicamente, o segredo de uma grama bonita e homogênea é basicamente tê-la sempre densa e úmida. Para isso é preciso:

  1. Plantar nova grama regularmente: com a grama densa fica mais difícil que matos e pragas se propaguem. É preciso fazer isso na primavera e no outono.
  2. Mantê-la aparada numa dada altura e úmida: a altura da grama é variável de acordo com a época do ano pois a retenção de umidade muda com a exposição ao calor.
  3. Passar herbicida: infelizmente é um mal necessário. Verdade seja dita, dentes-de-leão e trevinhos são uma praga por aqui e não tem como vencê-los sem o uso desses produtos.
Por fim acabamos fechando um contrato com essa empresa pelo módico preço de 21$ por mês que inclui todo o serviço de manutenção do gramado, incluindo poda, adubação e controle do pH. Bem, considerando que de dezembro a abril não tem NADA pra eles fazerem já que a grama não existe, é um negócio e tanto onde eu jogo fora 105$ por ano, mas é melhor eu não pensar nisso senão eu desisto do que eu já fiz…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *