Imigração

Coloquei aqui uma seleção das perguntas mais comuns que as pessoas se deparam quando chegam ou antes de vir para o Québec: saúde, educação, filhos, trabalho, idioma, dia-a-dia, custos; todas essas perguntas que acabamos nos deparando quando chegamos aqui ou quando estamos nos preparando para imigrar.

Espero que a seleção seja útil e que venha a ser uma referência a outras pessoas. Tudo foi escrito buscando um pouco de humor e diversão em assuntos que geralmente necessitam nossa total atenção.

  1. Rating: +2

    Positive Negative

    Eu sobrevivo com francês básico ?

    Sim, mas sua auto-estima vai diminuir cada vez mais e você vai começar a pensar em jogar tudo fora, o tempo que investiu pra vir para cá e tudo o mais. Você vai notar que as pessoas não vão lhe entender e você não vai entender as pessoas. Viver é diferente de SOBREVIVER.

  2. Rating: +1

    Positive Negative

    E o francês intermediário ?

    Qualquer francês que você tiver quando chegar aqui vai ser pouco, a menos que sua experiência com francês tenha sido no Québec; seja pra ser entendido ou pra conseguir se comunicar, pra você não ficar frustrado, o francês intermediário é suficiente pra que você consiga se comunicar e resolver seus problemas, mas com certeza vai ter muita coisa que você vai ter que aprender.

  3. Rating: +1

    Positive Negative

    E demora pra aprender ?

    Depende da sua dedicação. Quanto mais você se envolver no meio francófono, estudar e conversar melhor será sua adaptação. Por outro lado, tem pessoas que passam anos morando aqui e não falar o idioma. Isso não é novidade nem privilégio daqui. Lembre-se que no Brasil existem cidades inteiras de pessoas que falam alemão, italiano, ucraniano ou japonês e tem pessoas que não falam português.

  4. Rating: +1

    Positive Negative

    E quanto ao inglês ?

    Sim, é importante, com certeza mais que no Brasil. Tudo por aqui está nos dois idiomas, desde anúncios de jornal, placas, documentos e tudo o mais, mas em Québec com certeza o francês é mais importante. Se não está na sua lista de coisas a aprender, é bom considerar.

  5. Rating: +1

    Positive Negative

    Eu consigo trabalho só falando francês ?

    Na província o francês é realmente o idioma predominante, mas isso também depende do tipo de trabalho que você busca, da cidade onde você vai e o estilo de vida que você quer ter. O comércio em geral trabalha muito mais em francês, mas se você não tiver um francês bom e compreensível para os ouvidos de quem é daqui, é inevitável ouvir frases como “do you speak English?”.

  6. Rating: +1

    Positive Negative

    E é fácil achar emprego ?

    Também varia de área prá área, da sua experiência e, de novo, do nível do seu idioma. Quanto melhor você falar o francês (e o inglês), melhores as suas chances de ter uma boa colocação, mas não é tudo. A experiência profissional é muito importante, em algumas área ainda mais importante que o idioma. E não basta dizer que sabe fazer as coisas, tem que realmente saber fazer o que você diz.

  7. Rating: +1

    Positive Negative

    Minha profissão é regulamentada por um conselho/órgão no Québec. O que eu faço ?

    Vá atrás de validar seu diploma e de regularizar sua situação por aqui. Sem isso é praticamente impossível você encontrar emprego na sua área.

  8. Rating: +0

    Positive Negative

    E não tem como não fazer isso ?

    Depende do caso, tem. Conheço casos de engenheiros que trabalham sem a validação do diploma, mas eles não podem assinar como engenheiros e, obviamente, ganham abaixo do salário-base. É o caso também de dentistas que trabalham como auxiliares em consultórios. Não sei quais as conseqüências de se trabalhar assim, mas é bom se informar antes.

  9. Rating: +2

    Positive Negative

    E no caso de profissões sem órgãos regulamentadores ?

    É o caso de TI. Não existe (ainda) um conselho ou outro órgão que regulamentarize oficialmente a profissão. Além da demanda ser grande por gente da área, a exigência por esses profissionais é basicamente idioma + experiência + formação acadêmica. Recentemente comecei a ouvir falar de empresas que pedem que o profissional faça a validação do diploma junto a uma universidade também.

  10. Rating: +1

    Positive Negative

    E como funcionam essas validações ?

    Isso não segue um padrão. Em alguns casos isso envolve passar por algum exame prático e/ou teórico. Em outros casos a validação é feita junto a uma instituição de ensino (técnica ou superior). De posse do seu diploma, histórico e ementa do curso a coordenação é capaz de dizer se você deverá ou não ter que fazer algumas matérias adicionais para reconhecer seu título.

  11. Rating: +1

    Positive Negative

    Mas eu ouvi dizer que existem casos em que a validação demora um, dois, talvez até três anos ! O que eu faço ?

    Isso pode ser verdade, dependendo do seu curso ou da sua profissão. Eu vejo duas opções nesses casos: A primeira é você se preparar muito bem financeira e psicologicamente pra aguentar isso. Conheço pessoas que eram formadas no Brasil em Direito e Medicina e acabaram optando por fazer outro curso superior por aqui, as vezes até mudando de área, porque o processo de validação ia ser impraticável em termos financeiros ou ia ter a mesma duração de um curso normal. Mas também existem pessoas que optaram pelo processo, conseguiram sua validação e hoje trabalham na área. A segunda opção é trocar de profissão mesmo.

  12. Rating: +1

    Positive Negative

    E eu não posso trabalhar sem validar meu diploma ?

    Não pense em trabalhar irregular por aqui. Isso pode lhe trazer conseqüências indesejáveis. Pelo sim, pelo não, melhor se informar.

  13. Rating: +1

    Positive Negative

    Tem como fazer essas validações e regulamentações ainda no Brasil ?

    Eu recomendo que você espere chegar aqui. Na melhor das hipóteses vai conseguir ter um contato com alguém de alguma faculdade ou do órgão, mas a grande maioria (senão todas) as validações requerem que você esteja de corpo presente aqui.

  14. Rating: +1

    Positive Negative

    Como eu posso fazer pra pelo menos agilizar minha vida ?

    Junte todas as referências que você tem, cartas de empregadores, histórico escolar, ementa do seu curso, diploma e tudo o mais que puder imaginar que possa comprovar. Informe-se junto ao órgão ou instituição se eles precisam das traduções feitas por um tradutor regulamentado do Québec ou não. Algumas vezes isso é requisito, sim. Evite gastar à toa e informe-se antes.

  15. Rating: +1

    Positive Negative

    Como eu posso comprovar minha experiência profissional ?

    É bom ter cartas de referência dos seus empregadores, provas que esteve envolvido no que você descreve no seu currículo, e claro, saber fazer o que você diz. Sim, existe uma grande demanda de pessoal por aqui, mas não é porque aqui existe falta de mão de obra que eles vão ficar com alguém que “enrola” no trabalho. É preferível ficar sem gente do que com alguém que só atrapalha.

  16. Rating: +0

    Positive Negative

    Como eu comprovo minha experiência se eu nunca trabalhei na vida ?

    É bom conseguir experiência ou se preparar pra isso. Isso é quesito básico na avaliação do governo.

  17. Rating: +0

    Positive Negative

    Quer dizer que, se eu nunca trabalhei eu não vou achar emprego por aí ?

    Eu não disse isso, mas as chances de você conseguir um emprego bom, digamos, na área que você é formado mas com o quê nunca trabalhou na vida, são tão grandes quanto um pingo d’água no oceano.

  18. Rating: +0

    Positive Negative

    E que tipos de empregos eu acabaria pegando ?

    Geralmente você acharia emprego no comércio ou na indústria. Bom, no caso do comércio o nível do seu francês ainda seria algo muito importante a ser levado em conta. Afinal, você vai ter qeu lidar com público.

  19. Rating: +0

    Positive Negative

    E isso “paga mal” ?

    Não chega nem perto do que é considerado “pagar mal” no Brasil. Lembre-se que por aqui você tem saúde e educação concedidos pelo governo. Logo, são dois custos que você tira do seu orçamento e te permitem viver melhor. Além disso, alimentação e serviços essenciais (luz, telefone) são muito mais baratos que no Brasil. Talvez você não consiga viver em um loft de frente para o rio, mas vai ter uma vida digna.

  20. Rating: +2

    Positive Negative

    O que é viver com dignidade pra você ?

    Ter roupas que me esquentam, comida, um teto que me aquece e oportunidade de crescer.

  21. Rating: +0

    Positive Negative

    Mas eu ouvi dizer que tem gente que chega aí e pegar doações de alimentos em igrejas e órgãos de ajuda humanitária, parecendo um refugiado ou um pedinte. Eu nunca precisei fazer isso no Brasil e não quero fazer isso aí.

    É uma opção sua. Se você tiver dinheiro pra não precisar disso, não é problema algum. Mas se não for seu caso, não tem problema algum em fazer isso. Esses tipos de órgãos existem exatamente para ajudar imigrantes recém-chegados, desempregados ou gente que realmente precisa de ajuda pra completar o orçamento de casa. Não são apenas imigrantes que vão lá, muitos québecois e québecoises também vão.

  22. Rating: +0

    Positive Negative

    E os alimentos doados, como são ?

    Os mesmo que você encontra no mercado Geralmente são doados por empresas e pessoas como você e eu. Tem de tudo, desde vegetais, frutas, sucos, refrigerantes, sorvetes doces, pizzas, pão, leite e tudo o mais.

  23. Rating: +0

    Positive Negative

    Tudo isso parece muito bonito mas na prática, eu posso ser “alguém” ou vou ser sempre um imigrante vivendo numa quitinete ?

    Quem vai decidir isso é você mesmo. Se você estiver vindo para reclamar de tudo ou de todos, não venha. Fique por aí e ajude a aumentar essa massa de gente que faz isso. O Canadá é uma terra que te dá condições de estudar, trabalhar e viver dignamente, mas ninguém vai te dar isso de graça.

  24. Rating: +1

    Positive Negative

    Mas me falaram que o Governo dá muita coisa pra gente. É mentira então ?

    Não, não é mentira, mas ninguém vai vir na porta da sua casa pra saber se você está feliz ou se está triste, se você tem estudado todos os dias e se está se adaptando bem. Isso tem que partir de você, bem como o desejo de continuar lutando. Não pense que alguém vai te pegar no colo ou tolerar sua preguiça de ficar em casa. Se você não se dedicar, vai acabar achando que o Brasil é melhor.

  25. Rating: +1

    Positive Negative

    Não entendi então. Eu tinha ouvido dizer que o Governo dá dinheiro e que nem é preciso trabalhar.

    Na real, você pensa mesmo em vir pra cá pra não trabalhar ? Faça-me um favor e não venha! O Governo tem sim uma série de planos sociais, como o seguro desemprego ou a assistência social, como no Brasil. São quantias calculadas com base na necessidade de vida das pessoas, como habitação e moradia. Não é uma fortuna e tampouco te dá condições de fazer coisas como viajar pelo país, comprar um carro zero ou desfrutar de maiores confortos. E tem mais. O controle desse dinheiro é contínuo. Se eles descobrem que você tem uma renda de qualquer origem que seja, você vai ser auditado e pode até perder esse auxílio. O Márcio fala muito bem disso no blog dele (http://familiajocanada.blogspot.com/2009/09/3-meses-o-que-fazer.html)

  26. Rating: +2

    Positive Negative

    Que bacana! Parece então que eu posso viver sem trabalhar assim!

    Meu amigo(a), se você está pensando assim mesmo, faça-nos um favor e não venha. Quer viver sem trabalhar, vai ser sindicalista e presidente do partido dos trabalhadores. Assim você ainda chega a presidente.

  27. Rating: +2

    Positive Negative

    E quanto aos cursos de francês e universitários que eles dizem ter ?

    Eles existem sim e, com exceção dos cursos de francisação, os cursos profissionalizantes (CEGEP) e universitários NÃO são gratuitos, mas você pode se inscrever nos programas de bolsa auxílio. Os valores também não são fantásticos mas te permitem pagar as contas e estudar com tranquilidade. Por sinal, vou até separar essas duas palavras, porque estudar e tranqüilidade não são duas coisas que se vêem por aqui.

  28. Rating: +1

    Positive Negative

    Por que tranquilidade e estudo não andam juntos ?

    Por uma razão simples: esses caras estudam muito. Nos universitários especialmente o ritmo é extremamente puxado, os professores são muito exigentes e nem todos com cara de bons amigos. Esqueça aquela história de “ir no boteco com os amigos” depois da aula. A quantidade de matéria que eles te passam é o suficiente pra você ficar acordado até altas horas estudando.

  29. Rating: +0

    Positive Negative

    E os cursos de francisação são fáceis de conseguir ?

    Você tem que se inscrever e correr atrás. Eu conheço histórias de pessoas que estão há 6 meses morando aqui e não conseguiram começar a estudar ainda. Seja qual for o caso, é importante demonstrar interesse e cobrar uma posição, senão você pode ficar esperando por longo tempo ainda. Isso é uma lição para qualquer coisa por aqui.

  30. Rating: +0

    Positive Negative

    E os cursos de francisação são fáceis de conseguir ?

    Você tem que se inscrever e correr atrás. Eu conheço histórias de pessoas que estão há 6 meses morando aqui e não conseguiram começar a estudar ainda. Seja qual for o caso, é importante demonstrar interesse e cobrar uma posição, senão você pode ficar esperando por longo tempo ainda. Isso é uma lição para qualquer coisa por aqui.

  31. Rating: +0

    Positive Negative

    E eu tenho que ficar esperando pelos cursos de francisação pra começar a estudar ?

    Claro que não! Além de órgãos de auxílios aos imigrantes e escolas de idiomas você sempre vai ter a opção de fazer trabalho voluntário e aprender no dia-a-dia. Claro que em alguns tipos de trabalho você vai precisar saber falar melhor o idioma, mas não é uma exigência. Além do mais, isso conta como experiência profissional em terras canadenses, o que é muito importante pra sua carreira aqui além do fato de que trabalho voluntário é sempre muito bem visto pelas pessoas e pelas empresas.

  32. Rating: +0

    Positive Negative

    Eu tenho filhos com 3, 7 e 12 anos. Onde eu coloco eles ?

    Alguns povos colocam em jaulas e cavernas, mas eu prefiro mandar essa criançada pra escola mesmo.

  33. Rating: +0

    Positive Negative

    Tá, pergunta estúpida. O que eu tenho que fazer pra colocá-los na escola ?

    Agora melhorou. Bom, crianças a partir de 5 anos vão pra escola mesmo. Menores dessa idade vão para o que se chama de garderie, uma espécie de creche onde as crianças ficam com alguém durante o dia.

  34. Rating: +0

    Positive Negative

    Vamos por partes. Onde eu acho uma garderie ?

    Comece pela Internet. Existe também uma lista não muito completa no site do Ministère de l’Éducation, Loisir et Sport (http://www.mels.gouv.qc.ca/). Tem também o site da AGPQ – Association des garderies privées du Québec (http://www.agpq.ca/) que mantém uma lista dessas instituições. Vale lembrar que em alguns lugares existe lista de espera e isso por chegar a um ou dois anos dependendo do lugar.

  35. Rating: +0

    Positive Negative

    Dois anos !? Mas o que eu faço até lá ?

    Calma, respire! Eu não disse que é impossível. Tem amigos nossos que chegaram a pouco mais de 3 meses e conseguiram garderie para a filha, sim. Mas não espere cair do céu. Pelo contrário, corra atrás, se informe, pergunte e pesquise. Assim você consegue também.

  36. Rating: +0

    Positive Negative

    Bom, pelo menos é de graça, né ?

    Ahm, bem, no caso da garderie, não. Existe custo, geralmente diário, que é cobrado pela garderie. Os valores começam em 7.00 / dia mas já vi casos onde isso chega a 45.00 / por dia, por criança. Não sei quem coloca os filhos nesses lugares, mas tem também.

  37. Rating: +0

    Positive Negative

    Meu Deus! Meu filho tem três anos! Vou ter que pagar em média uns CN 3,800 até ele poder ir pra escola só em garderie! O que eu faço ?

    Eu acho melhor começar a juntar dinheiro, porque vai sair caro mesmo. E veja só. Eu falei “no mínimo” CN 7.00. Não quer dizer que a maioria dos lugares pratiquem esse valor. Você pode se deparar com garderies que cobram mais que isso.

  38. Rating: +0

    Positive Negative

    Tô me sentindo enganado já...

    Calma, eu não disse que ia ser o perrengue dos infernos. O governo faz o ressarcimento do valor que você paga em service de garde d’enfants até um dado valor. Lembre-se de guardar os recibos de pagamentos e se informar bem quando chegar na hora de fazer a declaração de imposto. Parte desse valor ainda pode voltar pro seu bolso.

  39. Rating: +1

    Positive Negative

    E quanto aos meus filhos maiores de 5 anos ?

    Eles com certeza têm que ir pra escola. A primeira idéia é você se informar sobre as escolas disponíveis na região onde você vai morar. A rede de educação das cidades no Québec é organizada por comissões escolares. Comece tentando encontrar sob qual comissão você está no site do MELS (http://www.mels.gouv.qc.ca/ministere/organisme/) e procure por uma escola dentro da juridisção dessa comissão. Entre em contato com a secretaria das escolas para marcar um rendez-vous e verifique da possibilidade de vaga para seus filhos nesses lugares.

  40. Rating: +0

    Positive Negative

    Mas meus filhos não falam nada de francês ! Como eles vão estudar ?

    As escolas têm programas de adaptação para estudantes, com educadores que acompanham as necessidades do idioma em aulas particulares ou de grupo para filhos de imigrantes que não tem o francês como língua materna. Quanto mais jovem ele começar na escola mais rápido vai ser o aprendizado dele e, menor será a dificuldade em aprender. Acredite, nós passamos por isso. Você vai sofrer pra falar, ele não.

  41. Rating: +0

    Positive Negative

    E como funcionam as escolas ? Eles ficam o dia todo lá ?

    Em geral, sim. É diferente apenas no maternal, que é onde as crianças de 5 anos começam. O objetivo do maternal é ambientar a criança ao meio escolar, por isso eles tem horários reduzidos, das 8 as 10:30 e das 12:50 as 15. Entre esses horários você tem a opção de pegar seus filhos na escola ou deixá-lo no service de garde na própria escola.

  42. Rating: +0

    Positive Negative

    E o service de garde funciona como ?

    O objetivo é ficar com as crianças dentro do meio escolar, mas geralmente sem qualquer atividade pedagógica. As crianças brincam, fazem lições, fazem passeios em fazendas, parques, museus, saem pra patinar e outras coisas. É uma empresa dentro da escola especializada em cuidar dos pimpolhos. Como tal, tem custo sim. Em média fica em torno de 7.00 / dia, além de valores adicionais cobrados em passeios especiais. Geralmente funciona entre as 7h30 até as 18h00.

  43. Rating: +0

    Positive Negative

    As escolas não eram gratuitas ? Por que eu tenho que deixar meu filhos no service de garde ?

    Caiu na mesma pegadinha que eu, né ? Pois é. A escola É gratuita, mas estamos falando do service de garde. Isso não é escola (apesar de estar lá dentro) e é opcional. Se você não quiser não precisa deixar seus filhos lá. Eles podem pegar o ônibus escolar e voltar pra casa. Claro que nem sempre é uma opção que a gente tem, ainda mais quando os pais trabalham ou estudam mas isso acontece por conta do horário da escola mesmo. Mesmo assim, chega uma dada idade em que as crianças não ficam mais no service de garde pois começam a fazer outras atividades, como aulas de idioma, dança, esportes, etc. Nesses casos eles saem do service de garde e vão por conta própria para suas atividades (as vezes fora do meio escolar).

  44. Rating: +0

    Positive Negative

    As crianças almoçam na escola também ? A comida é fornecida pela escola ?

    Se você optou por deixar as crianças no service de garde elas vão almoçar na escola sim. Caso contrário elas têm a opção de voltarem pra casa e almoçarem por lá. Tem gente que faz isso mas, obviamente, se você estiver trabalhando ou estudando não vai ter tempo de pegar os pimpolhos, dar de comer e levá-los de volta prá lá.

  45. Rating: +0

    Positive Negative

    Além do almoço, eles fazem outras refeições ?

    Sim, as crianças fazem o que se chama de “collation”, um lanche. Em geral eles comem de 3 a 4 vezes na escola.

  46. Rating: +0

    Positive Negative

    E tudo é fornecido pela escola ?

    Não. Existem duas situações. Na primeira você manda as refeições da criança em lancheiras, marmita mesmo. A segunda situação é o lanche vendido nas escolas. Alguns lugares têm essa opção mas, obviamente, tem um valor. Algumas escolas só fornecem almoço, outras tem a opção da collation também.

  47. Rating: +0

    Positive Negative

    Posso mandar qualquer coisa ? A comida não esfria ?

    Pode parecer coisa do outro mundo, mas existe um negócio chamado microondas por aqui também! Os conselheiros do service de garde cuidam pra aquecer as comidas das crianças pra não correr o risco de ninguém explodir o lugar. Quanto ao que mandar, existem restrições nas escolas. Eles respeitam muito “o próximo”. Então, como tem muita gente com alergia a alimentos por aqui (dos mais diversos, desde amendoin, castanhas, kiwi, maçã, ovo, e a lista cresce) eles pedem aos pais para não enviar alimentos que possam contem traços de certas substâncias, pricipalmente castanhas. Assim, biscoitos e bolos são proibidos, bem como qualquer outra coisa parecida. As escolas geralmente fornecem uma lista de alimentos proibidos. Então é bom se informar antes.

  48. Rating: +1

    Positive Negative

    Sempre ouvi dizer que o custo de vida por aí é alto. Quanto é “alto” ?

    Aluguel (apt 2 quartos) 700.00$
    Telefone + Internet +
    TV a cabo + Celular 59.95$
    Passe Onibus 71.55$ (não estudante, Ville de Québec)
    Luz 50.00$ (geralmente pago 1x a cada 2 meses)
    Mercado 150.00$ (incluindo material de limpeza)

  49. Rating: +0

    Positive Negative

    Os salários por aí são muito melhores que no Brasil ?

    Eu faria a seguinte comparação: o momento que você começar a trabalhar por aqui, deixar de depender de bolsa auxílio ou do dinheiro que trouxer do Brasil, você vai notar que o valor das coisas é mais ou menos 1 prá 1, se você pensar em "dinheiros". Algumas coisas vão ser mais baratas porque a taxa tributária sobre eles é mais baixa, como é o caso do combustível que hoje (03.11.2009) custa C$1,024 / litro. Outras coisas podem ser mais caras que no Brasil, especialmente alguns tipos de vegetais e frutas. Isso não é sempre porque toda semana tem promoções nos mercados e o que era caro tende a baixar de preço e ficar até mais barato que no Brasil (já comprei 1kg de castanha do pará por C$4.00 aqui).

    O seu salário vai passar a valer mais porque vários serviços que era preciso pagar no Brasil você não vai ter aqui, como escola para crianças, plano de saúde, o combustível é no mínimo 40% do valor que se paga nas capitais brasileiras, sem contar bens de consumo, eletrodomésticos e tal. Algumas pessoas que chegam aqui comentam que pagam muito mais por alguns serviços aqui, mas acho que isso tem a ver com a cidade onde moravam. Os valores aqui são muito parecidos com o que pagávamos em Curitiba. Alguns exemplos:

    Troca de Pneus e Balanceamento : C$ 110.00
    Corte de cabelo com lavagem: C$ 15.00

  50. Rating: +0

    Positive Negative

    Quanto as mulheres, são bonitas como as do Brasil? Ouvi dizer que ai existe muito pudor, e não rola aquelas coisas "diferentes" que rola aqui... Existe muita xenofobia em Quebec?

    As mulheres do Québec tem um maneira de pensar muito diferente das brasileiras. Elas são extremamente independentes e são reconhecidas como tendo os mesmo direitos e capacidades que os homens, seja qual for a função. Você vê mulheres motoristas de ônibus, eletricistas, operadores de equipamentos pesados, gerentes, analistas, prefeitas, advogadas, etc. Apesar disso tudo, elas não deixam de ser bonitas e com um perfil muito diferente das brasileiras. Québec teve forte influência francesa e inglesa, mas imigraram também irlandeses, portugueses e chineses. Não é raro encontrar mulheres com cabelos negros e olhos azuis, com uma grande facilidade de se bronzear, bem como negras, loiras, brancas, orientais, etc.

    Quanto ao pudor, eu já vi mulheres andando com saias mais curtas que no Brasil por aqui, muito bem vestidas e sexys, sem partir para conceitos de que quem se veste dessa maneira é mulher objeto ou vagabunda. O Canadá como um todo tem uma composição étnica bem diversificada e o canadense tem orgulho de respeitar todas essas diferenças. O segredo é saber respeitar a individualidade e a liberdade de cada um.

    Quanto a parte da balada, tenho pouco a acrescentar. Sou casado e nunca saí pra esses fins, mas posso incluir comentários de amigos meus solteiros, que contam que por aqui, quem acaba tomando a iniciativa é a mulher. E se ela não der abertura, nem insista, porque pode acabar se dando bem mal.

  51. Rating: +0

    Positive Negative

    As Faculdades são gratuitas também? Existem alguma forma de Vestibular para ingressar?

    Não existe vestibular para ingressar em universidades no Québec. O ingresso é feito com base em dois fatores: na avaliação do seu currículo escolar e na disponibilidade de vagas. No caso de estar iniciando um novo curso superior tendo concluído o ensino médio no Brasil, o ideal é entrar em contato previamente com a universidade, de preferência com a administração do curso que você deseja ingressar e então se informar quanto à validade do seu histórico. Dependendo do caso eles solicitam que você faça cursos adicionais para equiparar seu currículo escolar com o exigido por aqui. Isso pode incluir cursos de matemática, idioma ou qualquer outro. Esses critérios variam de curso para curso, dependendo do conteúdo programático abordado, quantidade de horas aula, etc. Note que isso é para ingresso em um novo curso superior. Processos de validação de diplomas obtidos no Brasil respeitam critérios distintos destes mas, igualmente o ideal é contactar a universidade.

    Os cursos não são gratuitos mas os valores são muito mais acessíveis que no Brasil. Você para por disciplina cursada e a duração do curso é por "seção" (inverno, verão, primera, outono). Existem programas de auxílio, como o CAPES no Brasil, onde você requer uma bolsa estudo que cobre suas despesas e o curso em si. Cada universidade tem seu critério de valores e avaliação.

  52. Rating: +0

    Positive Negative

    Como é o mercado de trabalho para TI, sou formado em Ti aqui e pós-graduado em Desenvolvimento de Jogos, é difícil conseguir trabalho na área de Desenvolvimento de softwares ou jogos?

    Québec é um paraíso para desenvolvedores de jogos. Uma das maiores empresas aqui é a Ubisoft, com centenas de profissionais trabalhando no desenvolvimento e na produção de jogos para computadores, consoles e demais plataformas. Mas não é a única. O mercado de jogos é muito aquecido aqui na cidade. Indo em direção a Montréal você ainda tem a opção da EIDOS e de várias outras empresas.

    Abaixo separei alguns artigos interessantes (em francês) sobre o mercado de jogos aqui em Québec e as oportunidades oferecidas às pessoas.

    http://www.uqam.ca/entrevues/2007/e2007-098.htm
    http://www.macarriereenjeux.com/index.php?page=pole-fr

  53. Rating: +0

    Positive Negative

    Qual a média salarial para programador TI?

    O salário médio de TI fica em torno de 50k/ano, tratando-se de desenvolvedor de sistemas. Esse valor é extremamente relativo pois muito se leva em conta individualmente o perfil do profissional e a necessidade da empresa. Obviamente critérios como fluência em idiomas, experiência técnica comprovada e habilidades extra-pessoais são fatores muito avaliados também e podem fazer uma grande diferença no valor final da sua contratação. Isso sem contar também de outros benefícios, como seguro saúde adicional, plano dentário, aposentadoria, férias remuneradas de 3 a 5 semanas, dias de folga, bônus anual ou bi-anual, etc. Cada caso é um caso.

  54. Rating: +0

    Positive Negative

    Quanto à aposentadoria aí, como funciona? Temos os mesmo direitos dos não imigrantes ?

    O CPP (Canada Pension Plan), ou RPC (Régime de Pensions du Canada), é o equivalente por aqui da previdência social no Brasil. Ele basicamente cobre aposentadoria, afastamento por doença e pensão no caso de morte. No Québec existe o QPP, que basicamente é o equivalente provincial do plano CPP.

    Em ambos os casos, os valores tendem a ser os mesmo, cerca de 25% da sua média salarial se você se aposentar aos 65 anos, até um teto de menos de 1000$. Os impostos cobrados relativos a esses valores podem ser reduzidos no caso de você ter uma esposa(o) ou companheira(o), compartilhando essas despesas.

    Além desses planos existe também o RRSP (Registered Retirement Savings Plan) ou REER (Régime enregistré d'épargne-retraite), que é o plano de aposentadoria privada daqui. A contribuição é opcional bem como os valores e tudo pode ser dedutível do imposto de renda, o que realmente faz um grossa diferença na hora da declaração. O rendimento é livre de impostos e só será cobrado na hora que você for receber esse dinheiro, como o PGBL. Existe um limite para contribuição anual e esse valor é cumulativo. Ou seja, em 2008 o limite era de 20,000. Se você contribuiu 10,000 em 2008 o valor restante fica disponível para investimento em 2009, teoricamente 30,000 (o teto muda todos os anos). Esse valor é pessoal e instransferível, então só você pode fazer uso desse benefício. O limite para dedução também é variável e deve ser calculado quando você for fazer a sua declaração de renda.

    Todo imigrante legal no país tem os mesmos direitos de um cidadão canadense, com exceção de servir às forças armadas (há exceções), voto e passaporte canadense. Isso se aplica também ao plano de aposentadoria.

    Para maiores informações eu recomendo a leitura dos sites abaixo:

    RRSP
    http://www.cra-arc.gc.ca/tx/ndvdls/tpcs/rrsp-reer/menu-eng.html
    CPP
    http://www.hrsdc.gc.ca/eng/isp/cpp/cpptoc.shtml
    QPP
    http://www.rrq.gouv.qc.ca/en/retraite/rrq/Pages/calcul_rente.aspx

    Em francês

    REER
    http://www.cra-arc.gc.ca/tx/ndvdls/tpcs/rrsp-reer/menu-fra.html
    RPC
    http://www.rhdcc.gc.ca/fra/psr/rpc/rpctabmat.shtml
    RRQ
    http://www.rrq.gouv.qc.ca/fr/retraite/rrq/Pages/calcul_rente.aspx

  55. Rating: +0

    Positive Negative

    Qual a carga horária senamal praticada, Segunda a Sexta 8 horas diárias como no Brasil?

    A carga de trabalho em Québec gira em torno de 35 horas semanais. Algumas empresas trabalham com regimes de 40 horas também, principalmente as empresas em Montréal. Não existe tempo determinado para horário de almoço. Você pode comer em 20 minutos ou não comer também, fica a seu critério. Ficam além do expediente também é outra coisa extremamente rara de acontecer e quase nunca é bem vista nem pelo empregador quanto pelos funcionários e, quando acontece é fato pontual e tende a não se repetir.

  56. Rating: +0

    Positive Negative

    Sou administrador de empresas, e atuo no ramo bancário (operações financeiras, análise e gestão de risco, etc). a) Essa profissão é regulamentada aí? b) Como é o mercado de trabalho nesse ramo por aí?

    O coração financeiro do país fica em Toronto. É lá que fica a bolsa de valores do país e a sede dos principais bancos do país. O setor está sempre contratando mas demanda mão de obra bem qualificada. Os produtos oferecidos por aqui também são praticamente os mesmos que temos no Brasil mas com nomenclaturas e condições bem diferentes. Além disso, o sistema financeiro canadense é MUUUUUITO diferente do brasileiro; as formas de compensação, transações, condições, entidades certificadoras, tudo é diferente, então você teria que tornar-se familiar quanto a forma com que as coisas funcionam por aqui. Por outro lado, obviamente que sua experiência seria muito bem avaliada e você se tornaria um bom candidato para as vagas. Por outro lado, não esqueça que você chegou no país sem background algum no país, o que talvez signifique que seu caminho seja um pouco mais árduo do que você espera e dependa de alguns sacrifícios, inclusive tendo que trabalhar com tarefas operacionais e do dia-a-dia.

  57. Rating: +0

    Positive Negative

    Certificações para programador TI são bem vistas pelos contratantes? Chegam a fazer diferença na contratação?

    Certificações valorizam seu currículo. Podem fazer uma grande diferença na seleção para uma vaga, mas lembre-se que é preciso também comprovar que você sabe fazer as coisas. Existem dois tipos de mercados para TI por aqui: as empresas de consultoria e as empresas de tecnologia. No caso das primeiras você deve vir a trabalhar para clientes, muito provavlmente no desenvolvimento de sistemas de gestão. Então, conhecimento de bancos de dados, APIs, frameworks, negócios, análise, gerência de projetos, fazem a diferença desses profissionais.

    Nas empresas de tecnologia esse tipo de conhecimento já é mais secundário. O que mais se prioriza é um embasamento mais científico, domínio de uma ou poucas tecnologias (C, C++, Java, whathever). O fato de você ser certificado para essas empresas tem pouca importância já se valoriza muito mais o fato de você ter uma boa faculdade, um mestrado, doutorado ou qualquer outro trabalho na área de pesquisa, e sua capacidade de inovar e desenvolver novas soluções.

    Tendo em vista esses dois panoramas BEM distintos, comece a selecionar o tipo de empresa que você busca e que tipo de carreira você quer seguir. Assim fica mais fácil decidir se vale a pena investir em certificações.

  58. Rating: +0

    Positive Negative

    Trabalho no setor de telecomunicacoes. Sabe como funciona o mercado por aí? Mas tenho procurado artigos sobre esta área e nao tenho encontrado. Aí é só VOIP?

    Telecom é um mercado bem grande. Existem as mais diferentes oportunidades nos mais diferentes lugares. Uma busca rápida por "Telecom" no Workopolis retornou 211 resultados com ofertas por todo o país.

    É complexo falar de um mercado não sendo consultor de RH. Sugiro a todo mundo que comece sua investigação olhando as vagas em sites de emprego como www.monster.ca, www.workopolis.com e o www.jobboom.com. Vale a pena também buscar uma lista das empresas que existem por aqui no seu mercado e conhecer as regiões ondem atuam, seu capital, público-alvo, etc. A Wikipedia pode ser um bom começo também.

    Aconselho também buscar órgãos de auxílio à colocação profissional. Em Québec existem o Soiit e o Emploi Québec, duas organizações voltadas a ajudar o imigrante que chega na província e que prestam serviço de seleção e busca de pessoal. Ao entrar em contato com essas entidades é possível obter boas informações sobre mercado, orientação e até mesmo colocação de mercado.

  59. Rating: +0

    Positive Negative

    Qual o panorama, em relação ao mercado de trabalho, para o homem com 50 anos, trabalhador da industria petroquimica e com formacao academica em Direito?

    Olha, em termos de Québec, não deve ser algo simples. Primeiro, para trabalhar no ramo jurídico seria necessário validar o diploma e passar no exame da Ordem dos advogados. Não sou dessa área mas tenho amigos que são e estão sofrendo para passar por esse caminho. Os estudos são pesados e em francês. Além disso, tem o fato "idade". Passados os 35 anos o próprio governo desaconselha e, em alguns casos, recusa o pedido das pessoas por saber que as condições são realmente mais complicadas para quem chegou nessa idade. Não é impossível tampouco infinitamente difícil conseguir fazer a adaptação e viver por aqui assim, mas considera-se que seria muito mais complexo para alguém na sua condição mesmo.

    Quanto à indústria petroquímica, a província mais forte dentro dessa área é Alberta, mas com a crise financeira passada ano passado (2009), muitas empresas tiveram fortes perdas e muita gente foi demitida. Mas, tenha em mente que Alberta é 100% anglófona e para isso você teria que aplicar para o processo de seleção federal, que segue outras regras e outros critérios para liberação dos vistos, inclusive exigindo certificado do IELTS e uma considerável quantia financeira que comprove sua autonomia.

  60. Rating: +0

    Positive Negative

    Qual é o período mais quente aí? Pretendo passar uns dias por aí, para conhecer o lugar e a cultura, porém sou nordestino e não estou acostumado a muito frio.

    Antes de responder sua pergunta, vou dizer o seguinte. Se você não está acostumado ao frio, comece a mudar sua mentalidade caso realmente queira viver aqui. O verão que têm por aqui é um período muitíssimo pequeno em comparação ao tempo de frio que temos. E tem mais. Vindo do nordeste, sua sensação climática vai ser ainda muito mais acentuada e, os dias de "calor" a 10ºC vão ser algo próximo ao armagedom pra você.

    Por sinal, isso é um assunto que merece um pouco de atenção. Se você pensa MESMO em viver no Canadá mas gosta muito, muito, muito mesmo de praia, sol e calor, é bom repensar suas prioridades para que não viva aqui frustrado e deprimido. A menos que você aprenda a gostar das coisas que têm por aqui, sua experiência de vida vai ser uma seqüência de frustrações. AQUI É FRIO, NÃO É UM PAÍS TROPICAL! Nem por isso a gente vive sem se divertir, mas com as coisas que têm por aqui.

    Quanto ao período, final de Agosto/começo de setembro tendem a ser os meses mais quentes do ano, com a temperatura sempre ficando acima dos 15ºC. Contudo, não é garantia de dias de sol ininterruptos, podendo ficar chovendo e nublado por vários dias. Mas, decididamente já é muito melhor que ficar cheio de roupas, botas, touca e luvas.

  61. Rating: +0

    Positive Negative

    Sou formada nos EUA e moro no Brasil. Meu diploma é aceito no processo do Québec ?

    Durante o processo de avaliação para imigração o Governo do Québec avalia somente sua equivalência em termos do sistema educacional da província. Ou seja, eles verificam se o seu diploma de curso superior obtido no país onde você estudava é realmente equivalente a um diploma de curso superior no Québec. O governo disponibiliza uma lista comparativa para ajudar a avaliar sua situação neste link.

  62. Rating: +0

    Positive Negative

    Tenho 21 anos, desejo ir para Québec, porém tenho duvidas em quais devem ser minhas prioridades, já que necessito estudar inclusive para melhorar meu nível no Brasil. Penso em cursar Relações Internacionais, isso pode ser util aí ?

    Acho que já conheci quase uma dúzia de pessoas que está fazendo esse curso por aqui, muitas delas québecois mesmo. Pelo jeito deve ter muita demanda mesmo, senão essa galera toda não estaria buscando esse curso. Mas, veja só. Um critério muito importante a avaliar é quanto à sua capacidade de integração e consequentemente sua dedicação. Todos que eu conheço são pessoas que estudam de segunda a segunda. E com uma vantagem sobre você: já são bilíngües, alguns trilíngues porque estudam espanhol também. Então, é bom levar isso em consideração quanto a se dedicar a esse curso e esta profissão aqui. Um fator a seu favor é o fato de falar português, o que nos permite compreender o espanhol relativamente bem. Mas não se engane. O "portunhol" não é suficiente quando eles pedem fluência em espanhol.

    Outro ponto positivo é quanto à localização do Québec. Pelo fato das diferenças culturais entre o lado inglês e francês serem relativamente grandes e pelo fato do francês TAMBÉM ser língua oficial do país, muitas empresas quando tem interesse em fazer negócios com o Canadá e com o Québec dependem que você conheça os dois lados do país. Como é minoria o número de pessoas que fala francês do lado inglês, então morar deste lado e dominar a língua sempre é um ponto favorável pra quem trabalha por aqui.

  63. Rating: +0

    Positive Negative

    Como faço para validar o meu diploma ? Tenho que fazer testes de Inglês e Francês para dar entrada nos documentos?

    A respeito de validação de estudos, existem duas coisas distintas: a equivalência de estudos e a validação do título.

    A equivalência de estudos é feita por uma universidade e basicamente credita a você o fato de ter concluído um curso equivalente no seu país. Em outras palavras, se você fez ciência da computação no Brasil, ao chegar no Canadá vá a uma universidade que possua o mesmo curso ou semelhante e peça para verificar a equivalência. Eles vão solicitar seu diploma, histórico, ementa e vão comparar seus estudos com o curso ministrado por eles. Se houver equivalência de carga-horário e disciplinas, eles confirmam que seu curso é equivalente ao deles. Geralmente a equivalência é útil apenas para quem pensa em estudar, mas algumas empresas também pedem que você tenha.

    Já a validação de títulos é diferente. Algumas profissões possuem órgãos regulamentadores da mesma forma que acontece no Brasil com o Conselho de Medicina, Odontologia, Fisioterapia, Farmácia, OAB, CREA, etc. Mesmo os profissionais formados no Canadá têm que cumprir pré-requisitos e horas de experiência antes de ter o direito de ter o título profissional. Fazendo uma comparação com a área de Direito, é a mesma coisa que ser bacharel e advogado; o último só tem o direito de usar o termo e de trabalhar com este título se tiver passado no exame da OAB. No Canadá é a mesma coisa. Algumas profissões demandam que você tenha "n" horas de trabalho, além da equivalência do seu diploma por uma universidade e que seja aprovado em um ou mais exames de seleção que podem incluir exames de idioma também.

    Hoje o Québec conta com 45 ordens profissionais que regulam diversas profissões. Confira mais informações no site da OPQ. Vale lembrar que cada província tem liberdade de ter suas próprias ordens. Algumas delas aceitam a equivalência feita por ordens em outras províncias, mas outras não. Vale a pena se informar antes de investir na validação do título antes de decidir onde morar parar evitar ter que passar por exames mais de uma vez.

  64. Rating: +0

    Positive Negative

    Quais as melhores empresas de TI para se trabalhar em Montréal ou Québec?

    Isso é realmente um assunto controverso, principalmente porque depende muito da sua área e qual seu interesse. As empresas mais conhecidas da área de TI são geralmente consultorias e empresas de jogos, mas não quer dizer que existam só elas.

    CGI, DMR, Accenture e Sapphire (parte do grupo Randstaad) são consultorias muito conhecidas, mas não são as únicas. Se você trabalha com Linux existe a Savoir Faire Linux, que tem presença também em Ontario. Entre as empresas de jogos, Ubisoft e Beenox são duas bem conhecidas também.

    Vale lembrar também que o setor aero espacial é muito forte por aqui também, então empresas de geotecnologias e serviços de geoprocessamento também são ótimas opções.

  65. Rating: +0

    Positive Negative

    Trabalho atualmente no ramo de móveis planejados de alto padrão aqui no Brasil; trabalho também com decoração. Pretendo migrar para o Canadá daqui a dois anos e iniciar o curso de Desenho Industrial. Sou formada em Design de Interiores. Você sabe me informar se os ramo de móveis /decoração e desenho industrial é uma boa por aí? Tem muita procura? Você sabe também se o salário é bacana?

    Olha, se eu fosse me basear nas perguntas que eu recebo sobre o assunto, eu acho que você deveria assumir o ramo de headhunter e consultor profissional =)

    Brincadeiras a parte, não sei te falar como funciona esse seu mercado por aqui. Posso te falar que existem várias lojas de móveis e decoração por aqui. Eu pessoalmente gosto muito de olhar o que tem de novidades (mesmo só olhando, sem comprar nada) e noto que a rotação de material é sempre muito grande. Logo, acredito que a demanda por pessoal para projetar esse tipo de material deve ser igualmente grande.

    O site da APDIQ (Association Proffessionnelle des Designers d'intérieur du Québec) pode ser um bom passo inicial para você saber como anda o mercado por aqui e como funciona para sua colocação profissional: http://www.apdiq.com

  66. Rating: +0

    Positive Negative

    Qual a média de preço das casas e apartamentos no Canadá?

    Falar do Canadá inteiro é complicado, principalmente porque os valores mudam mudam de província pra província e de cidade pra cidade, mesmo dentro da mesma província. Ainda tem o fator do tipo de imóvel que você procura (cotages, jumelés, rangées, bangalos, apartamentos, etc.) Eu sugiro que você comece sua pesquisa em sites imobiliários ou mesmo por corretores de imóveis. Em Québec atualmente o site www.duproprio.com é bem famoso por permitir a venda dos imóveis sem o intermédio de um corretor. Mas ainda tem muita gente que recorre a um corretor para vender / comprar um imóvel.

    Em Toronto e região eu recomendo uma corretora brasileira amiga minha. Seu nome é Rosa e você pode encontrar muitas informações úteis sobre imóveis nos sites mantidos por ela: www.rosadasilvarealestate.com e www.casanocanada.com

  67. Rating: +0

    Positive Negative

    Meu marido esta fazendo processo de imigração para Québec. Vou como acompanhante. No Brasil sou médica com especialização em neurologia. Já pesquisei sobre minha profissão e vi que é muito dificil conseguir equiparação do diploma e especialização. Que outras opções eu poderia ter em trabalho de áreas afins?

    Parabéns por trabalhar com neuro. Tinha sido minha primeira opção quando fiz vestibular, mas preferi quebrar a cabeça das pessoas ao trabalhar com informática =)

    Trabalhar na área de saúde por aqui é algo que eu admiro mesmo, tanto pelo empenho das pessoas quanto pelo resultado dado a quem precisa. Sei de casos de pessoas que trabalhavam na área no Brasil e que aqui ou resolveram validar o diploma ou partiram para outro caminho ainda no mesmo setor; fisioterapeuta que faz curso de medicina, odontologista que resolveu ser higienista, bioquímica que validou diploma, etc. Tudo depende mesmo é do seu empenho e sua determinação. Claro que estudar francês é essencial e requer muita paciência, mas eu acho que conta muito mais sua vontade de continuar.

    Honestamente, não sei qual seria se interesse secundário. Eu recomendo entrar em contato com coordenações de universidades do Québec para discutir sua situação e suas opções, pois não gostaria de opinar sobre suas opções desta maneira. Algumas sugestões que eu daria são a ULaval (www.ulaval.ca), a Concordia (http://www.concordia.ca), a McGill (http://www.mcgill.ca) e a Bishop (http://www.ubishops.ca), todas muito bem conceituadas no Québec e no Canadá.

  68. Rating: +0

    Positive Negative

    Estou me formando em Administração, tenho 21 anos e estou SUPER interessado em ir para Québec. Vou me formar através da PUC-GO (Pontifícia Universidade Católica de Goiás), sei que ela é reconhecida mundialmente, mas não tenho certeza se Québec reconhece, mas estou disposto a fazer tudo de novo, caso não reconheçam meu diploma. Por exemplo, quanto tempo dura um curso superior de Administração? O mercado para jovens, recém formados, é um mercado promissor? Temo jogar tudo pra cima aqui no Brasil e me frustrar quando chegar aí.

    Engraçada a sua comparação do resto do mundo e o Québec. As vezes eu me sinto exatamente assim =)

    Enfim, o curso de administração como existe no Brasil é algo ultramente genérico em termos do Québec. Ao validar seu diploma por aqui provavelmente você deve cair dentro de um BAA. Dei uma olhada rápida no site da ULaval et acredito que deve ser bem o que você precisa para se informar mais. (http://www5.fsa.ulaval.ca/sgc/formation)

    Quanto ao mercado, infelizmente não sei te dizer como anda em termos do resto do país ou da província. Aqui em Québec quem eu mais vejo contratando é o Desjardins, uma cooperativa de crédito que funciona como banco. Talvez seja a instituição financeira mais forte da província, se eu não estiver enganado. Tenho cinco amigos que trabalham com eles, três das quais formadas em administração e desempenhando funções financeiras lá dentro. Sempre existem novas vagas lá dentro e parece-me que para você crescer basta mostrar sua capacidade. As vantagens para os funcionários também não são poucas.

    Sobre se frustrar, não se engano. De fato, nem tudo são flores. Lembre-se que sua família vai estar longe, seus amigos, colegas e tudo com o que você cresceu vai ser diferente, sem contar na cultura das pessoas que não é a mesma com que fomos acostumados no Brasil. Assim, antes de tomar esta decisão, eu recomendo que se informe muito bem e monte um plano de imigração, pesando muito bem os prós e contras e vendo se realmente é algo que vale a pena pra você.

  69. Rating: +1

    Positive Negative

    Que profissão é essa "Conseil en assurances et en services financiers"? Sou economista e bancário há mais de 10 anos, como a profissão economista não tem demanda, penso em obter pontos na profissão acima que está em demanda".

    Não sei dizer ao certo o que é essa profissão, mas encontrar uma referência dela no site do FPT : http://www2.inforoutefpt.org/guide/det_prog_col.asp?QProg=410.C0

    Aparentemente parece ser o equivalente a corretor de seguros e demais serviços financeiros. Vale lembrar que por aqui eles tem o hábito de segmentar bastante as profissões, tendo gente extremamente especializada em determinadas funções, diferente do ritmo "chupa cana e assobia" que se tem no Brasil. Por isso, não se assuste se o tipo das funções e profissões que você encontrar parecerem muito "básicas".

  70. Rating: +0

    Positive Negative

    Qual a validade da experiência brasileira no mercado de trabalho do Québec? estou pretendendo ir para Laval, qual sua opinião? Sou químico ambiental, tenho francês intermediário, o que você acha?

    O mercado continua ativo e contratando gente. prova disso é ver as vagas disponíveis nos sites de emprego por aí. Claro que, tudo depende da sua área. No caso de Química Ambiental, eu acredito que seu mercado deve ser mais ativo em regiões onde a exploração seja mais ativa, principalmente em regiões de mineração e exploração de petróleo. Não sei como está aqui no Québec em específico, mas recomendo que você comece por sites de emprego. Geralmente as pessoas começam pelo Emploi Québec (http://emploiquebec.net/) mas existem vários outros sites como ele por aqui também, como o Monster.ca e o Jobboom (http://www.jobboom.com/)

    Em relação à sua profissão, eu sugiro que você entre em contato com o CIC (Chemical Institute of Canada [http://www.cheminst.ca/]) ou ainda com a sucursal local deles aqui em Québec, se for seu interesse morar aqui (http://www.chimiste.ca/sections/quebec/index.htm) pois eles podem lhe informar melhor que eu como anda sua profissão.

    Mas por hora, o que eu posso recomendar é investir no seu francês. Além da sua experiência profissional por aí (que é reconhecida desde que você comprove que sabe fazer o que diz saber fazer), o idioma é sua única maneira de se mostrar presente em qualquer lugar.

  71. Rating: +0

    Positive Negative

    Gostaria que você me passasse alguns sites de imobiliárias em Quebéc , QC, Canadá, estou procurando, pois quero comprar uma residência em Quebéc, mas não encontro sites. Obrigada.

    Pesquise no google por "courtier immobilier quebec". Você vai encontrar inúmeras opções. Seguem abaixo várias delas:

    http://www.royallepage.ca/
    http://www.duproprio.com/
    http://www.dcmp.qc.ca/
    http://www.remax.ca/
    http://www.waka.ca/

  72. Rating: +0

    Positive Negative

    Minha filha tem 13 anos, e quer fazer 2º grau em Quebec. Ville Quebec tem tradição em colégio interno? não tenho muitos recursos, e gasto o equivalente a R$ 1500,00/mês com escola no Brasil, você saberia me dizer o quanto custa uma escola aí? é viável, é seguro? ela estuda francês, e sabe um pouco de ingês. Por onde começo pra viabilizar esse projeto?

    Honestamente, não sei como funciona para estudar no 2o grau por aqui quando não se é residente. Conheço várias pessoas que vieram estudar sem investirem no processo de imigração mas todas foram para em cursos universitários, mestrados ou doutorados. Uma vez que (a maioria) das escolas de 1o e 2o graus são públicas, creio que o acesso a estudantes estrangeiros deva ser negociada diretamente com uma comissão escolar (uma espécie de "prefeitura" das escolas, um órgão regulador para uma dada região) ou mesmo com uma escola.

    Segue abaixo o link das comissões escolares de Québec. Creio que deva ser um bom ponto de partida se você escolher este caminho.
    http://www.fcsq.qc.ca/repertoirecs/internet/RepertoireCsSommaire.asp?ID_Region=3

    Por outro lado, creio que uma outra opção que você deveria considerar seria procurar escolar particulares. Tenho uma relação de nomes de escolas particulares aqui na cidade que também podem servir de ponto de partida pra você.

    Académie Saint-Louis
    Centre psycho-pédagogique de Québec inc. (École Saint-François)
    Collège de Champigny
    Collège Jésus-Marie de Sillery
    Collège Saint-Charles-Garnier
    Collège Stanislas (campus de Québec)
    École l'Eau-Vive
    École secondaire François-Bourrin
    Externat Saint-Jean-Eudes
    Externat Saint-Cœur-de-Marie
    Petit Séminaire de Québec
    Séminaire des Pères Maristes
    Séminaire Saint-François
    Collège Saint-Alphonse
    École secondaire Mont-Saint-Sacrement

    Não sei se alguma delas teria a opção de internato. Aliás, nunca ouvi falar de nenhuma que funcionasse nesse modo, mas deve ter. Contudo, se for o caso de você não encontra nenhuma neste modo, encontrei um link interessante que poderia ser uma segunda opção para você: http://www.maresidencesecondaire.ca/ Pelo que vi, é um serviço de hospedagem com direito a refeições. O site fala em 21.95$/dia, o que seria algo em torno de 750$/mês (incluindo as taxas). Como dá prá ver, só esses valores de hospedagem já pasam dos seus R$ 1,500, mas recomendo mesmo que você procure melhor outras opções.

  73. Rating: +0

    Positive Negative

    Eu e meu namorado somos formados em Estatística e ambos trabalhamos na área de Rádio e Televisão em Fortaleza. Estamos iniciando o curso de francês e em breve mandaremos o dossie. Minha dúvida é sobre o mercado de trabalho em Estatística no Quebéc, é realmente promissor? Pois quando coloco nos sites de busca de empregos não aparece tantas vagas assim. Não sei se estou procurando certo. Coloco Statistique. Sou analista de pesquisa/marketing na carteira. E só mais uma pergunta, temos que fazer a equivalência de estudos ou a validação do título? pois sei que não temos conselho no QC. Grata desde já pela sua atenção.

    Talvez você não esteja encontrando as vagas nos lugares certos. Fiz uma breve pesquisa no Jobboom e no Emploi Québec e realmente tem bastante coisa na área de vocês. Não sei o quanto eles são exigentes em termos de avaliação curricular ou acadêmica, mas com certeza falta de emprego não parece ser a razão.

    Não sei como funciona em termos de ordem profissional, mas a validação pode ser feita em qualquer universidade que possua o curso de vocês. Isso vai depender de qual cidade vocês pensam morar, mas eu recomendo a McGill (Montréal) e a ULaval (Québec) para obterem mais informações. Inclusive acho muito válido entrar em contato com a coordenação do curso nessas universidades para obter mais informações a respeito de validação e mercado de trabalho.

    * http://placement.emploiquebec.net/mbe/ut/rechroffr/rechrcle.asp?mtcle=statistique&mtcleP1=statistique&pp=1&prov=http://placement.emploiquebec.net/mbe/ut/rechroffr/erechroffr.asp&date=1&creg=QC&CL=french
    * http://www.jobboom.com/en/search/search-result?keyword=statistique®ion=QC

  74. Rating: +0

    Positive Negative

    Sou Farmacêutico Bioquímico, gostaria de saber se com o meu diploma de Farm. Bioquímico eu posso pedir equivalência de estudos no quebec, se não der equivalência de nível superior, será que não equivale a um curso técnico em Farmacia...

    Em geral, os diplomados em universidades brasileiras têm equivalência de estudos no Québec. Porém, recomendo que você entre em contato com a Ordre des Pharmaciens du Québec para obter mais informações a respeito de quão demorado ou custos isso sairia. Até onde consegui descobrir, os exames são feitos uma vez por ano e é necessário que você apresente uma série de documentos que comprovem sua formação (como era de se esperar mesmo), devidamente traduzidos para o francês por tradutores reconhecidos. Seu pedido será então analisado e você obterá dentro de algum tempo a resposta se pode ou ser avaliado.

    Como deu pra notar, pode ser meio demorado. Então, é bom ter um plano "B" para o caso da espera ser maior que sua renda, por exemplo. Conheço uma pessoa que está fazendo a validação do diploma, formada no Brasil, e já tem mais de 1 ano que ela tem estudado e trabalhado pesado nisso. Vale a pena que você entre em contato com a ordem para esclarecer quaisquer outras dúvidas mais pertinentes à sua profissão:

    Site da OPQ: http://www.opq.org/fr/admission/diplomes_hors_quebec

  75. Rating: +0

    Positive Negative

    Para os administradores é realmente importante entrar para a ordem do quebec? Conhece alguem que já conseguiu (gostaria de saber como, se precisou refazer a faculdade essas coisas...)?

    Sinceramente, não conheço ninguém que precisou entrar na ordem, mas isso não quer dizer que não seja importante. Tenho duas amigas formadas em administração que atualmente trabalham na cooperativa do Desjardins. Ambas fizeram a equivalência dos diplomas por aqui e, apesar de não ter sido exigido pelo empregador quando foram contratadas, suas respectivas superiores ficaram impressionadas ao saber que elas possuíam um BAC em Administração.

    O que eu faria se trabalhasse na sua área: tentaria verificar se as vagas na área exigem que eu fizesse parte da ordem e ainda se a Ordem exige que eu seja membro para exercer determinadas funções. No caso de Engenheiros civis, por exemplo, não é necessário ser membro da ordem para trabalhar, mas sem isso não é possível assinar projetos e sua função torna-se equivalente à técnico.

  76. Rating: +0

    Positive Negative

    sou formado em adminitração,possuo algumas experiências profissionais mas hoje trabalho na minha propria empresa no ramo de imoveis. terai alguma dificuldade para me colocar no mercado de trabalho no Quebec?

    O mercado imobiliário na província como um todo está realmente aquecido nos últimos anos. Contudo, para trabalhar na área, como praticamente tudo aqui no Canadá, é preciso ter experiência profissional e capacitação reconhecida. A primeira acredito que não venha a ser um problema para você. Contudo, talvez seja interessante você considerar um curso de formação. Os cursos de Couriter Immobilier Résidentiel têm duração variada de acordo com a instituição, mas pelo que vi eles pode variar entre 300h e 600h.

    Veja mais informações sobre cursos e sobre a profissão neste site: http://www.devenircourtier.com/accueil.html

  77. Rating: +0

    Positive Negative

    Tenho 29 anos e pretendo imigrar com a minha esposa. Minha formação é em TI mas a minha experiência profissional é em compras, área administrativa/comercial, por mais de 5 anos. Minha esposa ainda tem 1 ano de estudos até se formar. Minha dúvida é se eu posso fazer o processo mesmo não tendo experiência na minha área de formação e se eu tenho que esperar a minha esposa se formar para ganhar mais pontos, ou ela pode terminar depois de darmos entrada no processo?

    O processo de imigração do Québec é baseado na análise da sua experiência profissional E na sua formação acadêmica. Vai ser solicitado que você comprove sua experiência profissional na sua área de formação. No seu caso, não sei como o avaliador vai considerar sua experiência uma vez que você não a exerce na prática. Lembre-se que aqui, de modo geral, a formação e a experiência profissional geralmente andam juntas. Contudo, existem, sim, casos de pessoas que imigraram em situações semelhantes à sua.

    Não sou funcionário do governo e não sei detalhes sobre como eles avaliam as pessoas, apenas informações sobre outras pessoas que passaram pelo processo. Acredito que o mais sensato a fazer é aguardar sua esposa se formar e ter alguma experiência na área dela enquanto vocês estudam francês, lembrando que esse é um dos grandes diferenciais na avaliação dos candidatos (quanto melhor seu nível de francês, maiores suas chances de ser aceito). Vale lembrar também que, mesmo que sua esposa esteja formada, sem a experiência profissional ela vale pouco. É importante que ela tenha alguma experiência prática na área antes de enviar seu pedido. E lembre-se que estágio também é considerado experiência profissional.

Envie sua dúvida

A pergunta que você esperava encontrar não está aqui ? Escreve no formulário abaixo. Tão logo eu tenha um tempo livre e uma resposta boa e fundamentada, pode ter certeza que vou atualizar aqui. Tente escrever de maneira mais clara possível sem que sua pergunta vire um livro. Seja sintético e objetivo que isso pode ajudar muitas outras pessoas.

Question:
Email: 1

1 - Notification of when your question has been answered. (Optional)