Costa Mesa – Dia I

Então, estou vivo.

O curso até que é bacana, contrariando as coisas que aconteceram no dia anterior. São 6 pessoas na sala (contando comigo mesmo): Dois turcos, um indiano, um bósnio, um americano e o brasileiro aqui. Realmente, este planeta já está uma bagunça.

Daí, entre essa moçada, um trabalha pra um banco (dã), o bósnio trabalha pra uma consultoria, o indiano trabalha pra IBM (claro, sempre tem um), o americano trabalha pra Universidade de Minessota e os turcos vieram do país deles só pra fazer esse curso (…)

Falando especificamente do treinamento, até que é bem dado, mas sinceramente nada de novo até agora. Ainda estou chovendo no molhado, mas o professor é bem gente boa, tipo programador que resolveu começar a dar treinamento. Realmente entende do assunto e também sabe programar, não foi alguém que foi mandado dar um treinamento.

O almoço foi numa Deli. Me arrependi amargamente… e azedamente também. Ainda estou exalando o odor do pão com mortadela que comi (aliás, que mortadelinha cara…), mas já foi alguma coisa pra dentro da barriga. Isso e minha garrafa de 64oz (1.89l) de suco de maçã que comprei ontem e que já está acabando hoje. Aliás, isso me lembra, vou no mercado. Tenho que comprar algo pra não acabar me transformando em uma maçã.

Até. Vou me arriscar na outra direção da rua hoje e ver se encontro algo além de carros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *